Archive for the ‘versos’ Category

Desejo noturno

03mar15

Então na luz do sol O primeiro de todos juntos O brilho de um agouro surdo O rugir de dois reinos Foi quando eles marcharam Pelo ar, entre as nuvens Foi a nova luz de medo Da incerteza da vitória O guerreiro e o príncipe Vagaram nos céus O semblante, um só Olhares gatunos, Segredos […]


Só você

09fev15

A luz do sol bateu nos olhos Estes olhos sorridentes de ontem De uma lembrança de um sonho Ou talvez não foi um sonho As folhas secas ao meu lado Você as trouxe ontem a noite As folhas secas ponho em mãos Fecho os olhos Sorrio Lembro de tudo Sorrio Mentalmente revivo o ontem E […]


Viúvo

05fev12

O comportamento de viuvez Não engravidei nem casei Mas matei, sem querer Fiz morrer o único amor A maior dor se foi Matei todo o coração O que era quase meu Deixei queimar inteiro Inferno! Sem querer, matei o amor


Inteiro

03jan12

Leves palavras, feito penas Velas quietas, frio por perto Levam sentimentos e coisas Muito se esvaiu por dentro E ele se sente bem como nunca


O Luto

18dez11

Minha face não verte lágrimas Mas meus olhos estremecem Meu coração sente o aperto Teu luto, a sombra que te envolve Queria ser eu a te abraçar Olhar em tua alma e te acalmar E poderias desabar e chorar Meu ombro seria teu chão Sempre aqui, firme a te segurar


Recorte

19jul11

Aquelas páginas, poesias infantis, príncipes e dragões: outra pessoa parecia excitante, companheiro fiel – esse mesmo – sentimento esquisito pois bem sei…


Desejo

02jan11

No escuro eu sinto Eu cheiro, eu quero Vejo-te, desejo-te E rio, reviro-me… Porque lembrar Dos teus olhos O brilho deles, só teu, É conforto para mim Eu, eterno amante teu, Em três certos tempos, A ti sempre e sempre Desejei, desejo, desejarei.


Culpai

30dez10

Cubram-nos os olhos, Fechai-vos, corações! Vem por lá o homem Único que nunca chora   Tapem-nos as bocas Calai-vos corações! Traz ele a meretriz Ímpia de gozo a amor   Prendei-nos as mãos Amarrai-vos corações! Vem junto a criança Que a vida negou   Tirem-nos tudo e mais A vida, os filhos, os vícios Nós, […]


Tu, lembrança

26dez10

  Gozo de flores, tua impura beleza: incerteza Joga-me inteiro ao ar, a voar, a sonhar Longe de ti, sempre, desgarrados desejos Chove ao fim, teu corpo a esvair-se em mim.