O fantasma do medroso

15jun16

Por que o seu fantasma ainda me persegue?

Eu não já havia superado? Dia desses eu tive o doloroso prazer de ver você em um sonho meu. Não entendi, foi de repente. Eu nem havia pensado em você no dia anterior. Não teria problema em vê-lo nos meus sonhos, mas quando lembro das coisas que me falou… Quando lembro que disse que preferia que eu engolisse seus livros a ter que recebê-los de mim…

Mas agora estamos em outras vidas, outros caminhos. Com outras pessoas. Imagino se estamos com as pessoas certas. E, de imediato, ao imaginar isso, penso que posso ainda ter algum desejo por você. Se eu tiver, é errado? Como definir isso, eu não sei.

Talvez o erro tenha sido aceitar você dar um passo adentro em minha vida. Com você eu nunca estive tão sozinho. Incrível, né? Mas era assim que eu me sentia na época.

Quem sabe eu consiga um dia superar a dor que você me fez sentir e os cinco quilos que me fez perder no poço de tristeza que me deixou. Afinal, como disse Hernando, no final todos sermos julgados pela coragem em nossos corações.

E, sabe? Hoje eu vejo que já odiei você, já tive nojo de você. Mas agora só sinto indiferença. Agora vejo que, quando a gente se conheceu, você era uma pessoa tão perdida em si mesma que só queria alguém que te indicasse quem você poderia ser. E, aqui entre nós, ainda bem que eu não fui essa pessoa. Ainda bem mesmo.

(escrito em 07/06/2016, às 12:00 horas)

Anúncios


No Responses Yet to “O fantasma do medroso”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: