O eu verdadeiro

12mar15

Em algum ponto do caminho da vida, você se perde. Mas você se perde de si mesmo. A partir dali – e só alguns anos depois você vai perceber que houve este ponto –, o seu “eu” torna-se um “outro eu”, desconhecido mas enganosamente familiar. Tão enganosamente que você acha que é o “eu”, mas este ficou lá no ponto morto.

Esse outro eu passa a viver sob a redoma das expectativas. Ele cria especulações sobre o fim a cada novo começo. Tudo que começa tem seu fim imaginado. E as expectativas brotam por uma mitose exagerada e instantânea. A cada expectativa, uma série de medos: medo de não conseguir, medo de não sair como se quer, medo de não agradar, medo de não ser amado, medo de não alcançar o que quer, medo de se aceitar. Medo de ter medo. E tudo passa a girar em torno do medo. O outro eu domina seu eu morto e você não vê deste nem mais o rastro. Ele já era, foi tomado pelos medos. Você se entregou ao medo, você não existe mais sem o medo. O medo é o pai, a expectativa é a mãe; você, a cria gerada e presa nesse poder circular, pois seus olhos não enxergam as pontas.

Quando (ou se, um dia) você finalmente conseguir ouvir os gritos abafados do antigo eu, o verdadeiro, então perceberá que está num ponto caótico. Então saberá, de certeza, que precisa retornar ao ponto morto onde se perdeu e ali sentar, meditar, tudo pacientemente, até enxergar o caminho do verdadeiro eu, o caminho que é você inteiramente. E quando você o encontrar, o medo e as expectativas se tornarão mera poeira, cinzas jogadas aos ventos, e assim sua liberdade terá o início que deveria ter tido quando era simplesmente aquele caminho que você queria, o único que deveria ter sido o certo, o único que deveria ter sido seguido.

(11/03/2015)  (23:40)

Anúncios


No Responses Yet to “O eu verdadeiro”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: