Pesadelo

27out14

Eram uns pesadelos horríveis sobre a imensidão do universo. Algo lovecraftiano (mas eu, criança, não sabia ainda da desesperadora beleza de Lovecraft). Como se eu tivesse que engolir algo dez vezes maior que eu, e minha garganta não aguentaria, eu não aguentaria, o sufoco em mim me mataria. E quando acordava, a sensação de ainda estar lá, diante da magnitude infinita das coisas que não compreendemos, essa sensação era vívida e confusa, e eu, em meu íntimo, não sabia se era melhor voltar a adormecer ou encarar a realidade.

(escrito em 11/10/2014)

Anúncios


No Responses Yet to “Pesadelo”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: