Um sussurro

11mar13

Não desejava atravessar sozinho

para a manhã seguinte

que a palidez e a frieza

do toque de sua mão

solicitando pormenores

na noite, sem dormir,

de posse do seu corpo,

não o deixaria viver

Anúncios


No Responses Yet to “Um sussurro”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: