Além do sol e do mar

18jul12

Poderia até pensar que viajei errado. Pois pensei que um sentimento grande, tão grande como esse, pensei que isso pudesse segurar o elo. O elo, você sabe, aquela coisa que você sente e sabe que pode derrubar tudo. Bom, foi o que eu achei. Existem obstáculos, muros que se erguem do nada com a força de tudo e que não podem ser derrubados. E, veja lá, eles nem podem ser tocados, nem são concretos. São coisas, sabe? Coisas que a vida joga na frente e diz “Quero ver se daqui você passa!” E ela ainda solta um risinho, algo como um “Ha-ha-ha!”. Mas, e aí? Você está disposto a derrubar esses tijolinhos que te impedem de continuar? Ou você vai bater de frente com esse muro sem cor e sem vida, mas tão forte quanto o que você sente?

(não sei, mas tive que postar isso)

Anúncios


No Responses Yet to “Além do sol e do mar”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: