Tudo o que eu queria dizer e você nunca saberá

05set11

Não faz muito tempo (no tempo mortal) que nos conhecemos, meu ex grande amigo. Conhecíamos. Não haveria e não houve na história amizade como aquela, nem de poetas, nem em suas poesias, nem músicas ou contos, ou livros quaisquer, por mais convincentes que parecessem ser. E o melhor de tudo foi que aprendi muito, você sabe que sim, e sabe que também aprendeu. No final, nós dois saímos de toda a tormenta mais fortes e livres. Lembro que algumas das coisas mais cruas sobre as pessoas foi você que me ensinou, coisas ruins e nada admiráveis, mas necessárias. E quando um precisava levantar o outro do chão – bom essas eram situações corriqueiras, e acabar com o tédio do domingo a noite também. Ouvir músicas, trocar músicas, entender e desprezar os significados de cada uma, coisas assim, simples mesmo, coisas que fazíamos o tempo todo. Ou conversar amenidades na escola, até sobre religião. Estranho, não? Estranho pensar nisso agora, pensar que fomos grandes amigos – talvez melhores amigos – e hoje somos o que somos: completos desconhecidos. Não vim aqui reclamar nada; temos nossos motivos, e são legítimos. Ninguém tem culpa, e desde o começo eu e você sabíamos que as coisas caminhariam para o ponto atual. Não há espaço para lamentos, nem para nostalgia; talvez, sim, para lembranças, mas não quero me apegar a nada disso, nada, nada. Mas se eu passar por você em algum lugar por aí, numa rua, em qualquer canto, só peço uma coisa: não sorria. Se você sorrir, então tudo vai voltar. Porque o que nada no mundo pode destruir é o meu sorriso que sempre se abria quando via o seu, e vice-versa. Espero que continuemos quem sempre fomos e que aqueles anos incríveis fiquem por aí, se espalhem como poeira no espaço infinito e se transformem em coisas boas para o mundo inteiro. E se você me perguntasse hoje o que ficou, o que restou, eu diria: a vontade de continuar vivendo e ser feliz, mais do que antes, e cada vez mais forte. Siga em frente, seja feliz, sempre mais feliz do que eu.

Anúncios


No Responses Yet to “Tudo o que eu queria dizer e você nunca saberá”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: